terça-feira, 10 de agosto de 2010

As vezes vivo! outras vezes...

Sobrevivo!

Vivo quando sorrio, quando olho o mundo de cabeça erguida, de olhar aliciante e sem medo!

Sobrevivo nos dias em que um medo profundo me assalta a alma, se pega aos meus sonhos e dá a volta à vida...

Felizmente, tenho vivido mais do que sobrevivido, espero que assim continue... que o medo não surja na próxima esquina e que o mundo me mostre as pedras mais difíceis que tem, para tirar delas aquilo que de melhor se consegue obter!