segunda-feira, 24 de novembro de 2014

Coisas estupidas



Nos últimos dias andava estranha irritada, não suportava ninguém falar e muito menos o meu filho a chorar. Cheguei a temer estar a entrar numa espiral de nervos que me fizessem entrar em depressão tal era o nível de rabugice, cansaço e mal-estar.
Mas não é nada disso, alegrem-se que eu continuo igual era só esse bicho estranho que me dá fome e me tira a paciência: a TPM!
Há muito tempo que não a sentia assim, se calhar é por estar ao natural, será?
Pelo menos já estou a voltar à normalidade :)

sexta-feira, 14 de novembro de 2014

Vontades

Este ano tenho vontade de fazer a árvore, o presépio, montar tudo ao som de musicas de Natal.

Este ano estou com o espirito natalicio lá em cima. Apetecem-me os doces, os cheiros, os chás e cafés quentes. O vinho do porto, a canela, o mel. Apetece-me a lareira acesa, o aquecimento ligado, o bacalhau com muito azeite. O serão à espera da meia noite. As luzes a piscar na arvore, o cheiro do musgo. A missa do dia 25, o almoço com os restos da ceia de Natal, o frio bom que bate no rosto.

Como há muito tempo não sentia.
Este ano tenho vontade do natal, tenho vontade de viver este Natal. :)

segunda-feira, 10 de novembro de 2014

Está quase a chegar...


O aniversário do dia em que a vida mudou para nunca mais voltar a ser como era!

E é tão melhor agora :)

terça-feira, 4 de novembro de 2014

Não gosto, faz-me espécie....

Dos fundamentalismos. Seja na educação, na alimentação, na religião ou noutra qualquer opção de vida.

Se calhar até podem dizer que sou doida, mas nada é assim tão preto, nem nada tão branco como algumas pessoas acreditam.
Há que deixar espaço para o cinzento, para aquilo que fica ali pelo meio. Há que deixar espaço para os indecisos. Há que sobretudo deixar espaço para que a vida nos ensine e nos dê novas perspetivas.

segunda-feira, 3 de novembro de 2014

A história de alguns dos meus dias...

"Há dias de manhã em que um homem à tarde não pode sair à noite.."

Arre os dias que começam de trombas...

Dieta de compras? Porque é que me meto nestas coisas?

Confesso que até agora têm sido mais ou menos simples, o tempo esteve quente, a roupa de verão cumpria o seu papel e só de olhar para as montras até me dava calores.

O problema começa agora, em que já me apetece vestir casacos, e as montras estão cheias deles e bem giros. Ainda hoje quando vim para o escritório passei numa montra com um casaco em xadrez vermelho lindo de morrer, que vontade de ir lá busca-lo.

Está na hora de arrumar roupa de verão e passar a olhar para camisolas e casacos mais quentes, apesar das camisas e t-shirt's ficarem sempre no armário, há roupas que uso todos o ano.

E como não estou só em dieta de compras, também tenho feito uma vida alimentar mais saudavel, a roupa que me estava justa está a servir novamente o que é optimo, fico com mais roupa disponivel para usar :)