quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Coisas de um gaja estranha: eu!

Tem-me acontecido com bastante frequência  dormir o primeiro sono muito descansada, entre a meia noite uma da manha até às três ou quatro da manha e acordar por volta desta hora sem sono. esforço-me por dormir, por ficar na cama, mas vou rodando, rodando até que abraço o mais que tudo e sem querer acordo-o e ele pergunta-me sempre o que tenho, porque não durmo e eu não sei porquê. Ele como acordou vai à casa de banho e eu vou também. Depois volto para a cama e fico a dormir, mas num sono tão leve que qualquer movimento a barulho me tira do adormecimento. Neste sono, nem e parece que estou a dormir, parece-me mais que estou dormente a tentar esquecer a realidade.

Factos:
- ando com muito trabalho
- a crise preocupa-me, porque tenho uma vida que gosto e algumas coisas das quais não quero abdicar.
- a vida familiar está aos bocadinhos a compor-se
- a minha paciência para algumas situações anda nas ruas da amargura completamente perdida
- apesar de acordar durante a noite, não fico ansiosa o que é estranho, nem penso nos problemas do dia.

Tendo em conta tudo isto, o que me chateia mesmo é que ando com sono e o mais que tudo também, porque eu o acordo.


Aqui está a prova...

Já tenho selo de participante e tudo. E vocês porque não participam?



Todas as informações em http://arvore-natal-blogosfera.blogspot.pt/

Vão lá que o espírito natalício já anda no ar :)

Eu bem tentei, mas não consegui

Resistir ao desafio da Árvore de Natal da Blogosfera.



Agora com um novo prazo para participar... Vão lá e inscrevam-se  :)

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Terminei ontem

"As 50 sombras de Grey" - Mais do que um romance erótico, é uma história de amor, incondicional, imaginário talvez. Mas é um romance tipo príncipes e princesas, para adultos.

Agora fico à espera da adaptação para o cinema.

Será o desastre , o horror na cozinha?

E porquê que será o desastre? porque me deu para inventar.
Mais simples não há.

Ora eu cheguei a casa sem grande fome e só ia aquecer sopa para o jantar, mas senti que faltava alguma coisa que finalizasse, porque não adianta comer só sopa e depois às onze da  noite estar com um rato na barriga.
Olhei para o frigorífico e vi que tinha um frasco de feijão manteiga a meio, queijo aberto, um pimento vermelho também a meio e um resto de massa quebrada que tinha sobrado da  tarte de maçã que fiz no fim de semana... E o que é que isto deu? 6 mini tartes com estes ingredientes, ainda acrescentei duas folhas de salsa e uma colher de café de mostarda meti todos os ingredientes (menos a massa) na trituradora, ah e acrescentei duas colheres da sopa de flocos de aveia para dar consistência. Preparei as formas e meti o recheio e levei ao forno 30  minutos.

Esperei... e depois lá tirei do forno, deixei arrefecer 5 minutos e o resultado foi umas tartes de feijão com um sabor exagerado a feijão, o meu mais que tudo diz que estavam bem bons, mas eu só comi um! Mas saciou-me a fome, e tinha hidratos de carbono, proteínas e as vitaminas já estavam na sopa...

Não tirei foi fotos, mas ainda tenho duas mini tartes no frigorífico, logo acho que posso tirar :)

terça-feira, 27 de novembro de 2012

Novidades? Só no continente!

Ando afastada do blog, mas continuo a ler os outros blog's. Às vezes até abro a pagina para escrever um post novo, mas acabo por fechar porque não me sai nada de jeito. Por isso tenho o problema diagnosticado: falta de inspiração!

Quanto a leituras estou a ler a trilogia das "50 sombra de Grey", e estou quase, quase a terminar. Para já estou a gostar bastante do terceiro livro. Joana é sem duvida mais do mesmo, mas acho que perderia uma boa parte da história se não lesse o ultimo livro. Mas logo que termine este tenho o livro "Um dia naquele Inverno" à minha espera na mesa de cabeceira.

Quanto a dietas a coisa continua na mesma, 68,1 kg's. pesados na segunda feira. Mas avizinham se muitos jantares de natal, de amigos, e de família! A coisa não vai ser fácil!

Mas convosco eu aguento-me!

terça-feira, 20 de novembro de 2012

As coisas... têm destas coisas!

Já aqui falei de uma amiga (grande amiga) da faculdade se afastou de mim, sem nenhuma razão que fosse para mim ou para qualquer outra pessoa, uma razão válida.

Quando digo amiga, é mesmo amiga, daquelas poucas amigas a quem contamos todos os pormenores de tudo e pensamos que a amizade vai ser para sempre... Mas neste caso a amizade terminou ao mesmo tempo que eu acabei o curso, eu tentei manter contacto, tentei ligar, tentei marcar jantares, mas ao fim de algum tempo percebi que já não existia ali (na vida dela) mais espaço para mim. Agora que olho sento-me usada, pois eu fui muito amiga enquanto podia fornecer apontamentos e explicações, mas desde que terminei o curso a amizade mudou. E ela lá continuou na faculdade com novos amigos... Se sou perfeita, ou a amiga perfeita? Claro que não fui... Sei que tenho tendência a dizer o que penso e sei que às vezes posso magoar as pessoas, mas as vezes em que lhe disse que ela tinha que acabar o curso o mais rápido possível era e foi sempre com a melhor das intenções, mas acho que fui mal interpretada. Mas o engraçado que a justificação que me foi dada depois de muita insistência minha para marcarmos qualquer coisa foi que não queria manter relação comigo pois não concordava com uma decisão que eu tinha tomado sobre a minha vida e que preferia afastar-se de mim...

E estou a falar disto porquê? Porque essa suposta amiga casou no sábado... E eu soube pelo facebook... O mais engraçado é que o noivo era meu colega, conhecido, muito antes de eu ir para a faculdade e quem os apresentou fui eu... A vida tem destas coisas! Se me choca o facto dele não me ter dito? não me choca nada, não éramos amigos, éramos apenas conhecidos... Se me choca o facto dela ter casado e nem ter dito nada? choca-me, bastante! Não queria um convite para o casamento, queria só que ela não me tivesse deixado para trás como uma pedra no caminho que ela deixou para trás!


segunda-feira, 19 de novembro de 2012

E quando eu já estava a voltar ao normal...

Vêm me cobrar responsabilidades que não são minhas, já fiquei furibunda!

sexta-feira, 16 de novembro de 2012

Ando com tanto e sem nada para dizer...

Ora porque ando com uma preguiça descomunal, ora porque a inspiração para escrever também não é lá grande coisa.

Mas posso dizer umas coisitas:
- por estes lados ainda não há espírito natalício
- o meu desejo para este ano que ainda persiste é que ele acabe depressa, bem depressa.
- o meu única desejo para o próximo continua a ser que 2013 seja bem melhor que 2012 e não é em termos económicos.

E é por estas e por outras que ando a leste, 2012 foi mesmo um exemplo de um ano em que corre tudo mal.  E ainda não acabou!