terça-feira, 28 de maio de 2013

Ponto de situação:

À espera da próxima ecografia.
A precisar de comprar alguma roupa e tirar outra que não serve do armário.
Sem paciência para ir a lojas procurar roupa.
Com vontade de mandar pessoal "pastar".
E farta dos "vulcões" que nasceram na minha cara, sim que isto já não são borbulhas!

segunda-feira, 20 de maio de 2013

Duvida de grávida de 1ª viagem

É possível sentir-se os batimentos do coração do bebé?
Ontem deitei-me e passei a mão na barriga e pareceu-me sentir qualquer coisa e depois com mais cuidado parecia-me sentir mesmo o coração do bebé a bater... Será mesmo possível?

sexta-feira, 17 de maio de 2013

A propósito da nova lei.

Correndo o risco de ser linchada em praça publica, quero apenas deixar aquela que é a opinião e muito sinceramente aquilo que o meu coração dita:

Vou ser mãe, felizmente tenho uma família que apoiaria um filho meu, caso eu e o meu marido "batêssemos as  botas", mas se esse apoio não existisse não gostaria,aliás não queria que um filho meu fosse institucionalizado.
Sei que as instituições fazem um grande trabalho e que muitas vezes fazem "omeletes sem ovos", mas sinceramente acho que uma criança, precisa de amor incondicional, de regras, e de um ou dois ou de uma família inteira que os ame, que lhe imponha limites.
Sei que existe muita gente que cresceu e em instituições e que hoje são felizes, mas sei que a adopção é uma das formas de amar uma criança.
E mesmo estando grávida este desejo nunca me larga, sonho com um dia poder dar amor a uma criança que perdeu, ou que foi obrigada a afastar-se da sua família.

Se me dizem que a criança vai ficar traumatizada, eu pergunto porquê?
Porque vai crescer no meio de uma relação diferente?
E aqueles que crescem no meio de uma relação com violência,  com discussões?
Será que dois adultos não são capazes de educar uma criança?
Será a orientação sexual de alguém o rotulo que define quem é capaz de amar, ou educar alguém?

Mais do que egoísmo, mais do que preconceitos, há que pensar se gostaríamos de ser amado, ou viver em "quartéis"....

Fica a reflexão.





quarta-feira, 15 de maio de 2013

Só para espicaçar mais a Lily:

O carro é tudo aquilo que promete ser: versátil, espaçoso, confortável  e assumidamente estou apaixonada pelo meu novo veiculo!
Apesar de ser um bocado grande para a minha garagem com jeito ele lá entra e sai sem riscar os cantos:)
Conduzi-lo em estrada é mesmo uma boa sensação. É tão fixe conduzi-lo!
Mas Lily comprei-o usado e é a versão +2 Acenta, não tem aquelas cenas da câmara traseira, nem o GPS integrado, mas é um carro lindo, por dentro e por fora... Lily compra um e depois diz-me se não é mesmo um espectáculo!

Coisas boas da gravidez

O marido é que cozinha:) Arruma a loiça e ainda me traz a sobremesa ao sofá!
O cabelo fica mais forte e brilhante e o couro cabeludo fica mais seco.
Fico com mais barriga, mas gosto dela assim. Não há preocupação com as gordurinhas a mais nos lombos.
Todos nos apaparicam (isto às vezes é chato, se for levado ao exagero.
Só fazemos o que nos apetece, não temos que aturar fretes de ninguém :)

Coisas chatas da gravidez

A que me deixa piurça mesmo é acordar a meio da noite ou tipo às 7 da manha para ir a casa de banho... Detesto!
As borbulhas que insistem em aparecer na minha cara, que doem como se fossem dentes cariados.
Os pêlos que me nasceram por todo o lado e que ainda não caíram, mas eu sei que vao desaparecer.
As consultas mensais na obstetra, quando tenho trabalho até aos olhos.
O cansaço que tenho todos os dias, que me atira para o sofá quando chego a casa.

Mas calma, por cada coisa chata eu acredito que vão aparecer duas óptimas :)

segunda-feira, 13 de maio de 2013

Vamos lá às novas fresquinhas?

Depois de muito tempo de indecisão se deveria ou não abordar o assunto aqui  e sempre à espera que tudo corresse pelo melhor fui guardando para mim uma coisa boa que me aconteceu.
A minha "estranha lucidez" continua igual, eu continuo igual, completamente maluquinha da tola e sempre a mil, mas a verdade é que a vida me deu um presente:) Acho que já estão aí a imaginar coisas boas e sim é mesmo isso: em Novembro tudo vai mudar para mim, ou vou enlouquecer de vez ou ganhar juízo de vez, vou ser mãe!
Com 3 meses de gravidez, que foi planeada (só não pensei que fosse assim tão rápido, planeamos num mês e no seguinte "pimba", já estava gravida!) estou assim como um tolinho em cima da ponte... Não sei se rio, ou se choro... estou tão calma que até assusta! Sinto-me em paz e ao mesmo tempo aterrorizada porque uma nova vida depende de mim.

Fisicamente estou óptima  sinto-me bem, tenho alguma barriga, coisa pouca... Todas as calças me serve, as camisas é que já outra história. Mas isso não é problema.

Psicologicamente, como dizia atrás, não sei exactamente o que sinto... Todos à minha volta estão histéricos, o meu marido então só não se baba em cima da barriga, porque ainda é mesmo pequena e eu estou assim, calma! O melhor momento que tive foi quando às 5 semanas ouvi os batimentos cardíacos  foi assim o auge até agora, e claro o momento da eco das 12 semanas em que se vê já um bebé completo também é mesmo uma boa sensação.
Confesso que no momento em que vi o teste positivo  o meu chão fugiu debaixo dos pés, fiquei em choque percebi que tudo em mim, na minha vida ia mudar! Mas o susto inicial passou...
O corpo sofre abanões no inicio que até assusta, passamos por dias assustadores, sentimos o corpo  mudar diariamente, e depois as coisas vão acontecendo mais naturalmente, mas o primeiro e segundo mês são uma loucura dentro da barriga!

E era esta a novidade, tenho uma mais fútil, que sei que vai deixar uma certa menina cheia de inveja!



Gostas Lily??? ahah Já cá canta!

Mais logo, ao final do dia

Terei novidades! Boas novas... 

Me aguardem :)

sexta-feira, 10 de maio de 2013

Duas Coisas que me irritam:

1ª - Pessoas que mudam de ideias conforme o vento, tipo cata vento estão a ver? Se temos uma prática comum, sobre a qual temos instruções e que devemos cumprir, não é por vir um "chico-esperto" dizer que não é assim que vamos mudar as nossas práticas! Há que ver se podemos mudar e se realmente os outros têm razão.

2ª - Pessoas que fazem as coisas às três pancadas e depois quando há algum "perrengue" para resolver tentar atirar para cima dos outros.

A sexta-feira no seu melhor...

terça-feira, 7 de maio de 2013

Please help me!

Ainda estamos em maio (o meu mês de loucura no trabalho) e ainda está um frio de rachar... mas já pensando no verão, preciso de dicas! Dicas de loja onde possa comprar um bom fato de banho! 
 
Sim um fato de  banho, lindo fofinho e confortável...

Alguém me ajuda?