sexta-feira, 17 de maio de 2013

A propósito da nova lei.

Correndo o risco de ser linchada em praça publica, quero apenas deixar aquela que é a opinião e muito sinceramente aquilo que o meu coração dita:

Vou ser mãe, felizmente tenho uma família que apoiaria um filho meu, caso eu e o meu marido "batêssemos as  botas", mas se esse apoio não existisse não gostaria,aliás não queria que um filho meu fosse institucionalizado.
Sei que as instituições fazem um grande trabalho e que muitas vezes fazem "omeletes sem ovos", mas sinceramente acho que uma criança, precisa de amor incondicional, de regras, e de um ou dois ou de uma família inteira que os ame, que lhe imponha limites.
Sei que existe muita gente que cresceu e em instituições e que hoje são felizes, mas sei que a adopção é uma das formas de amar uma criança.
E mesmo estando grávida este desejo nunca me larga, sonho com um dia poder dar amor a uma criança que perdeu, ou que foi obrigada a afastar-se da sua família.

Se me dizem que a criança vai ficar traumatizada, eu pergunto porquê?
Porque vai crescer no meio de uma relação diferente?
E aqueles que crescem no meio de uma relação com violência,  com discussões?
Será que dois adultos não são capazes de educar uma criança?
Será a orientação sexual de alguém o rotulo que define quem é capaz de amar, ou educar alguém?

Mais do que egoísmo, mais do que preconceitos, há que pensar se gostaríamos de ser amado, ou viver em "quartéis"....

Fica a reflexão.





1 comentário:

Alexandra Gaspar disse...

Olá Filipa, desde já quero-te felicitar pelo acontecimento, é a melhor coisa do mundo :) Costumo acompanhar o teu blog, mas acho que nunca tinha comentado, mas como se costuma dizer à uma primeira vez para tudo.
Em relação ao teu post, estou perfeitamente de acordo contigo, a mim não me choca nem me aflige que uma criança seja criada por um casal homossexual, no meu entender é preferível que uma criança seja criada num lar onde lhe dêem amor e carinho, acho que não deve existir esse preconceito e ontem aquela criança que se viu na reportagem da Sic é o perfeito exemplo disso.
Beijinho e bom fim de semana.