sexta-feira, 25 de outubro de 2013

Falta pouco para o dia...

Falta pouco mais de 2 semanas para o miúdo vir ao mundo e alterar todo o meu mundo: as noites, os dias, a casa, o carro, o trabalho, os filmes, as musicas, tudo.

Se estou assustada? Claro que estou assustada .. Então vou ter um ser humano a depender de mim.

Quanto ao parto está marcada a cesariana, porque eu quero e porque a medica não vê inconveniente, aliás existem alguns benefícios para mim, devido a alguns problemas que já tenho e que poderiam ficar bem piores. Mas é engraçado que as únicas mulheres que percebem que nós mães grávidas temos direito a escolher ou são as que passaram por situações traumatizantes no parto ou são aquelas que fizeram a mesma escolha, porque todas a outras olham para nós como se fossemos extraterrestres egoístas que só pensamos no nosso bem estar e que somos más mães. Acham que só uma mulher que faz um parto normal é que sabe o que é ser mãe... Que as outras, como eu, que optam pela cesariana nunca saberão o que é amar um filho, pois não sofreram para o ter!
Mulheres, mães, deixem-se de coisas e não julguem as outras mulheres, porque sim eu sou medricas e se a medicina me permite ter o filho sem sofrimento e poder sair da sala de partos e estar com ele comigo sem estar esgotada é mesmo isso que eu quero. E não digam coisas do género  "Eu é que sou uma grande mulher, tive dois filhos de parto normal!".
Grandes mulheres somos todas, as que são mães, profissionais, são donas de casa e esposas, que ainda conseguem ter bom aspecto e conseguem ter uma vida social. Não sou apologista do sofrimento. Para mim ser mãe tem que ser aquilo que eu vejo nos olhos da minha mãe: um amor imensurável e não o sofrimento do parto!

2 comentários:

lena disse...

Concordo, Acho que as mulheres deveriam escolher o tipo de parto que querem. Muitas dão a luz naturalmente e abandonam ou maltratam os seus bebés. Por isso ser mão não é pelo parto, mas pelo carinho dedicação, amor que tem pelo filho. Ser mãe exige muito de nós, mas vale a pena.

beijinhos grandes.

amigos das onze horas disse...

vai correr tudo bem,acredita:)