terça-feira, 3 de fevereiro de 2015

Diário de bordo

Não tenho falado muito do meu menino, mais conhecido por texuginho. Mas está tudo sobre rodas... Apesar de o mês de Dezembro ter sido um pouco difícil. Tivemos uma fase de noites bastante más, acordar várias vezes depois vieram duas otites e entretanto uma bronquiolite que para já parece ter passado.

Com 14 meses anda, aliás agora já quer correr, continua a gostar de comer, de tudo: sopa, legumes, doces, salgados, canja e coisas mais sem sabor;  Continuo a amamentar, é verdade… Espantem-se, mas continuo a servir de "mimosa". Já tentei alterar para o leite de farmácia, mas ele recusa, não gosta, aliás foi a única coisa que ele recusou até hoje de comida ou bebida, tentei várias marcar, depois tentei o leite crescimento da Mimosa e aí ele até gostou, mas não tomou nem meio biberão, ou seja ficou com fome. Tenho um longo caminho a percorrer em relação a isso e sinceramente nem sei bem por onde começar, se corto de vez com a mama, ou se tento fazer a mudança gradual. É uma situação a pensar melhor
Quanto à evolução dele já diz algo parecido com mama e pá, e agora aprendeu a dizer "oia", que deve ser "olá" na língua dele. O mais giro de tudo é a relação que ele tem com a música, gosta de ouvir musica, gosta imenso de dançar e já vai cantando à maneira dele...  Mas a dança é uma paixão dele, é fascinante ver como ele ouve qualquer coisa e se mexe ao ritmo da música.

E ser mãe é sem dúvida algo sem explicação de tão bom e assustador que é. Eu sei que digo isto sempre, mas a felicidade de ser mãe vem sempre acompanhada do receio de falhar, mas não é um medo que me tire a vontade de ser mãe de novo é apenas o medo de não fazer o melhor, de não ensinar o certo e o errado é o medo de não ser o melhor exemplo.

Sem comentários: