terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

Há coisas que me fazem confusão!

Uma delas é a minha nutricionista publicar no facebook coisas sobre como ter uma vida saudável  mas referir sempre que as os magros, fazem mais vezes coisas que os outros não fazem... Ora eu pergunto-me alguém magro é sempre saudável, ou mais saudável do que alguém que não é magro? Ou será que ser saudável é diferente de ser magro?

Admiro (porque acho bonitas) as pessoas magras ou  sem excesso de peso, mas as que eu conheço não fazem nada para o serem, bem pelo contrario, comem montes de porcarias, poucos legumes comem, mas são magras porque não conseguem ganhar peso. Não parece que ser magro seja o objectivo de alguém que pede ajuda a um nutricionista. Pelo menos eu queria ser mais saudável, nem que isso implicasse ter as coxas gordas. Por isso deixei as consultas de nutrição. Estava cansada que me impingissem inibidores de gordura e suplementos alimentares. Eu nunca quis ser uma pessoa obsessiva com o peso, claro que falo muito no blog, porque detesto massacrar a cabeça de quem está à minha volta com o meu peso!
Mas a minha nutricionista tem uma responsabilidade acrescida como profissional de se preocupar com explicar que ser saudável é diferente de ser magra.

Acho que ainda não vos disse mas há cerca de um mês fui à endócrinologista e ela ficou mesmo contente pelo peso que tinha perdido desde a primeira vez que lá fui e pelas minhas analises. Estava tudo bem e demonstravam que eu estava saudável e não é isso que importa?

3 comentários:

tralhas de mulher disse...

pois isso realmente é estranho, a minha nutricionista é fantástica...por isso, vai do tipo de profissional! ela nunca me receitou um único suplemento, nem sequer vitaminas...foi tudo com base numa alimentação saudável! além disso, quando fui a última vez, ela disse-me que o importante era sermos felizes, saudáveis, com ou mais peso...mas que a vida é para ser aproveitada! fez todo o sentido :)!
fico feliz que estejas saudável, e é isso mesmo que importa :)!

Child of The 90's disse...

É verdade que o mais importante é ser saudável... O problema é que há muitas doenças associadas à obesidade... Muitas vezes não se prende só com o excesso de peso, mas sim com os hábitos que, na MAIORIA (e não em todos!) os casos existem por detrás do mesmo.
É uma generalização que eles fazem... Mal feita, em muitos casos, mas verdadeira na maioria...
Claro que o facto de isto poder também dar a entender que quem é magro é saudável (e não que quem é gordo tem problemas de saúde) é, na minha opinião, o mais grave de tudo. Porque para quem tem excesso de peso, fazer uma revisão aos hábitos nunca traz nada de mal (não traz para ninguém) e para quem não tem, dar a entender que isso significa que são saudáveis e estão a fazer tudo bem é uma ideia enganadora e perigosa que pode ajudar a encobrir doenças durante mais tempo...

Enfim... blah, blah, blah... O importante é sermos saudáveis e sentirmo-nos bem! ;)**

Papoila disse...

Já está tudo dito :-)
A minha nutricionista também não me impingiu nada, ensinou-me foi a fazer escolhas saudáveis de alimentação, quer nos alimentos, quer nos modos de confeção, quantidades, etc. .
Para veres como até na minha família tenho exemplos distintos: eu, minha irmã e mãe, todas com tendência para a obesidade, e uma prima direita magrérrima, a mãe dela (irmã da minha ) também magra. A minha prima vê-se e deseja-se para engordar (as coisas estão tão mal distribuídas!), come porcarias a torto e a direito, e não é nada saudável, aliás, tudo lhe chega. Não havendo equilíbrio a vários níveis (hábitos saudáveis de alimentação, atividade física, descanso, sociabilização, etc etc), estamos sempre mais longe de sermos saudáveis, num todo, magros ou gordos. Mas parece-me que também é a sociedade que temos que criou essa imagem. Enfim, vamos lá é continuar a fazer aquilo que estamos todas empenhadas em fazer.E o que estás a fazer refletiu-se nas tuas análises, vês? Parabéns! Continua! Beijinhos