quarta-feira, 6 de junho de 2012

Preciso de escrever...

De desabafar, de chorar... Tenho um peso enorme em mim.

Só não sei como escrever, os dedos pesam e as palavras perdem o sentido...

8 comentários:

Pizza disse...

Escreve!
desabafar faz bem, não guardes tudo para ti!
:/

Lu disse...

Deita para fora, não guardes. Só te faz mal.

Bjinho

Ema disse...

Olá Filipa

lamento imenso o que tenho lido de ti nos ultimos dias. Normalmente quando alguém fala em situações menos boas eu sou totalmente solidaria dizendo: sei bem o que isso é! Felizmente para mim este não é o caso, mas não deixo de ser solidária contigo e perceber que deve ser uma dor tipo punhalada. Lamento, só tu saberás o que fazer avaliando a maior ou menor gravidade da situação.

Ter um blog é bom, é um escape e encontramos por aqui sempre quem nos conforte, se precisares escrever escreve, se te sentires melhor não escrevendo, não o faças, mas levanta a cabeça e segue em frente da melhor maneira possível.

Que venham melhores dias.

Um abraço muito apertadinho

lovely.alter.me disse...

Tenta desabafar com alguém... ou até mesmo connosco se te sentires à vontade! Espero que esta fase menos boa passe bem rapidinho! Um grande beijinho!

lena disse...

Custa-me ver uma pessoa que me parece tão alegra e bem disposta a sofrer assim. Vejo que é algo de muito grave. Filipa fale com alguém de confiança que a possa ajudar, porque ficar assim a sofrer é muito mau. E quando quiser falar connosco sabe que vamos estar do seu lado e ajudar no que for necessário.
Força e Beijinhos grandes

Lily disse...

Tal como já aqui foi dito, se te sentires à vontade, podes escrever sobre isso, pois estamos aqui para te ajudar no que pudermos. Caso contrário, fala com uma pessoa próxima, tens é de desabafar de alguma forma.

Pérola disse...

Não deixes que a tristeza te invada. Respira fundo e vai escrevendo palavras soltas, o que te vier à cabeça.
Não desesperes, nunca!
Um beijinho e tenta fazer coisas que te sejam agradáveis

Pérola disse...

Não deixes que a tristeza te invada. Respira fundo e vai escrevendo palavras soltas, o que te vier à cabeça.
Não desesperes, nunca!
Um beijinho e tenta fazer coisas que te sejam agradáveis