terça-feira, 15 de maio de 2012

As paixões, os amores, as loucuras...

Como já referi aqui sou catequista do 9º ano de catequese, a idade não sendo a pior é complicada pois as paixões, as amizades confundem-se e eles conseguem ser "maus" quando alguém tem uma fraqueza...

Tenho uma menina que só este ano entrou para o grupo, pais divorciados, mãe com alguns problemas psicológicos e que não consegue cativar de forma alguma a filha. Apesar de tudo é uma menina linda, bonita mesmo, carinhosa, querida e muito amorosa.. Sabem que tudo o que é novo atrai e o galã do grupo (só tenho 2 rapazes) ficou logo de quatro por ela, notava-se que estava sempre ao pé dela, dava-lhe carinho... Eu percebi logo que ele estava apaixonado, havia ali um brilho especial... O problema foi que a menina ainda gostava muito de um rapaz com quem tinha deixado de namorar e não quis nada com ele, disse-lhe que gostava dele como amigo e era só isso...Estão a ver o que isso dá não é? O rapaz "juntou-se" à "Maria rapaz" da turma e o resultado tem sido sempre que podem mandam bocas, criticam, etc. Souberam de um problema de saúde dela e comentaram com toda a gente, foram maus, muito maus com ela... Mas o outro dia a menina veio ter comigo no fim da catequese, e disse-me que havia um rapaz mais velho, tipo 3 anos, um rapaz que eu conheço (que foi meu aluno também) que lhe provocava arrepios, borboletas no estômago e calores, e perguntou-me: "isso quer dizer que gosto dele?" Ela é amiga dele e da namorada dele e pediu-me conselhos... É complicado, as paixões com 15 anos são complicadas... São tão inocentes e tão difíceis.

Meninas que conselho davam a esta menina apaixonada?


6 comentários:

Pizza disse...

Oh que fofa, isso é amor sim... mas se ele tem namorada, ela tem que, infelizmente, controlar os sentimentos dela, tb para não se magoar... o q tiver que acontecer acontece!!!
Aos 15 anos é tudo tão forte e intenso!! Por mais que pareça coisas de miudos... e é tão bom :)

Lu disse...

Não sabia que eras carequista, mas gostei de saber. Fez-me lembrar o tempo em que eu terminei a catequese e a minha catequista na altura convidou-me para a auxiliar e eu aceitei.
O que mais gostei deste post foi perceber a relação que tens com os teus meninos.
Eu jamais senti que uma das minhas catequista me desse espaço para isso. :)

Bjinhos

Luisinha disse...

Não é fácil... essses amores de desamores. Eu tenho 2 cá em casa, uma de 17 anos e outra de 14...

Beh ♥ disse...

Olá!

Não me tinha apercebido que eras catequista!

Não há nada melhor que esses primeiros amores... é tão bom!

Quanto aos conselhos, não sou a melhor pessoa para os dar! Ainda não cheguei lá com o meu.

Beijinho

Ju disse...

Não é fácil a situação!
Se eu fosse a ti dizia-lhe que a amizade é muito importante e que deve preservá-la com ambos, os amores vão e vêm, e se ele gostar dela ele mesmo vai lutar! Se não o fizer, "há mais peixes no mar" :)

Beijinho

Joana disse...

Olá :)

A adolescência é engraçada (olhando para trás claro, na altura não achei nada isso) ;)

Eu aconselhava-a a deixar o assunto, porque ele tem namorada e ela pode ficar bastante magoada nesta situação toda ;)

Se tens o sonho de tocar piano não desistas ;) Pode demorar algum tempo, mas tudo se consegue :D

Beijinhos :D